Métodos de Preparo: Pressão/Vácuo

Métodos de preparo: Pressão/vácuo

Você já sabe que existem muitas maneiras diferentes de se preparar um bom café. Mas será que conhece a história de cada uma delas? Passando por métodos e equipamentos que foram uma verdadeira inovação tecnológica, o Blog u.Coffee oferece a todos uma série de posts sobre métodos de preparo, contando suas histórias e ensinando a melhor forma de utilizá-los.

Dando continuidade à nossa jornada de conhecimento, apresentamos a todos alguns métodos de preparo por infusão, ou seja: métodos em que o pó de café fica mais tempo em contato com a água. Por fim, traremos para vocês informações sobre:

CAFÉS POR PRESSÃO/VÁCUO

Embora esse nome possa ser um pouco estranho, uma das formas mais conhecidas (e mais consumidas) de café é feita dessa maneira! Embora a French Press (que conhecemos no último post) use a pressão para filtrar o café, são coisas diferentes; e é isso que você descobrirá agora!

Vamos conhecer os métodos de pressão/vácuo?

MÁQUINA DE ESPRESSO

Todo amante de café já ouviu falar sobre o Espresso, não é mesmo? E nada como uma xícara dessa delícia para começar bem o dia. O método, cujo nome é sinônimo de “feito no momento”, foi concebido para otimizar o tempo de elaboração da bebida em bares e restaurantes. Mas como foi essa história?

Espresso

Luigi Bezzera, no ano de 1901, patenteou a primeira máquina de espresso do mundo. Muito longe do que conhecemos e pouco prática, a Tipo Gigante não teve muito sucesso e, 4 anos mais tarde, a patente foi vendida para Desidevo Pavoni e Teresio Arduino: o primeiro desenvolveu, reformulando a máquina de Bezzera, o modelo Ideale; o segundo criou a empresa Victoria Arduino, que ajudou a disseminar a cultura dos espressos pela Itália e pela Europa.

Foi apenas em 1946 que as máquinas ganharam a cara que conhecemos hoje: a Gaggia Crema Caffe foi um dos primeiros aparelhos a introduzir o uso de pressão na água do café; ela possuía uma alavanca e era relativamente barata para uso comercial. Mas só em 1969 que Nello Dal Tio, da empresa Astoria, levou ao mercado a máquina com os princípios fundamentais para um bom espresso italiano. Essa empresa funciona até hoje e é líder mundial na produção desses equipamentos!

Para fazer um bom espresso, você precisa ter em casa uma máquina de espresso; máquinas de café em cápsula como as Nespresso também produzem esse tipo de café. Aqui na u.Coffee nós usamos uma máquina de espresso Oster.

COMO FAZER:

Com o dosador da sua máquina, calcule cerca de 7g de pó de café para cada xícara; A máquina de espresso convencional costuma produzir no máximo duas xícaras por vez.

Pressione o pó moído dentro do porta-filter da máquina usando o tamper. O café deve ser pressionado na medida certa: se a pressão for muito fraca, a água passa pelo pó sem levar os elementos do café; se for muito forte, o processo demora muito e o café se torna amargo.

Verifique se o suporte da máquina está corretamente montado, posicione a xícara e ligue a máquina.

Se tudo estiver correto, as primeiras gotas começaram a cair após cerca de 5 segundos, levando 20 a 25 segundos para ficar pronto. Observe a crema marrom claro que se forma no topo da xícara.

MOKA

(Cafeteira Italiana)

MokaQuando falamos sobre o café italiano, é impossível não pensar na famosa Moka. Inventada por Alfonso Bialetti em 1933, essa pequena cafeteira revolucionou o método italiano de preparo no café: nela, ele é feito a vapor! É uma peça bastante famosa e faz parte dos kits de muitos apaixonados por café.

Feita de alumínio, sua produção era artesanal e bastante limitada; vendeu apenas 70.000 nos primeiros anos. Foi no início dos anos 50 que, apostando na publicidade, Renato Bialetti tornou a invenção de seu pai um sucesso.

Estima-se que 90% das famílias italianas tenham ao menos uma moka da Bialetti em casa e que, dos anos cinquenta até os dias de hoje, mais de 300 milhões de cafeteiras tenham sido vendidas.

A Moka é conhecida por preparar um café forte, saboroso e encorpado, lembrando um pouco o sabor do espresso.

COMO FAZER:

Primeiramente, preencha a parte inferior da Moka com água filtrada até a válvula de segurança;

Coloque o pó de café na peça central, semelhante a um funil com filtro. Esse pó não deve ser pressionado, por isso fará com que a água encontre barreiras no café.

Coloque a peça e, em seguida, a parte superior da Moka em seu lugar, encaixando-a bem.

DICA: Algumas gotas de água fria na parte superior da cafeteira evitam que o café se torne amargo ao entrar em contato com o alumínio quente.

Leve ao fogo e fique atento: quando o café começar a subir, você deve tirar do fogo; a água, já fervente, vai continuar “preparando” o café.

Sirva em uma xícara pré-esquentada para evitar que o café perca temperatura ao entrar em contato com a superfície.

AEROPRESS

(Prensa Americana)

Considerada um método inovador de preparo de café, a AeroPress foi criada pelo engenheiro e fabricante de brinquedos Alan Adler, em 2005. Trata-se de uma maneira rápida e conveniente de fazer café, e seu segredo é AeroPressprestar atenção no tempo de contato da água com o café. É importante usar uma balança para saber as quantidades exatas de café e água.

Seu conceito é semelhante ao da French Press, a pressão é feita com o ar. Muito simples, ela é feita quase inteiramente de plástico e borracha. Seu sistema de funcionamento consiste num êmbolo separado e uma base, onde se coloca o filtro e se conecta um cilindro transparente.

Embora o uso da filtragem torne o processo semelhante ao tradicional com coador, a pressão muda tudo: o café oferecido pela AeroPress tem a força do espresso sem a mesma acidez e amargura. Como a Pressca, esse método de preparo permite diversas moagens, temperaturas da água e tempos de extração, criando uma experiência nova a cada xícara.

COMO FAZER:

Primeiramente, coloque o êmbolo com a borracha pra cima e encaixe o cilindro.

Acrescente o pó e a água, misturando bem e deixando o café em contato com a água pelo tempo que achar melhor.

Escalde o filtro para evitar o sabor residual das fibras de papel e encaixe sobre o cilindro.

Vire a AeroPress e, deixando-a sobre a xícara a ser utilizada, comece a pressionar o êmbolo. Você perceberá o ar empurrando a bebida para baixo.

GLOBINHO/SIFÃO

O método Globinho, que mais parece uma experiência química, é bastante antigo. Existem relatos que apontam a Alemanha como detentora dessa cafeteira, em 1830; mas foi na França que, comercialmente, a invenção da francesa Marie Massot teve sucesso.Globinho

É claro que sofreu algumas mudanças, mas o design de Massot consistiu na montagem de um globo duplo, com uma espira no globo inferior para distribuir o café e uma coroa decorativa de metal perfurando o topo.

A novidade transferiu o preparo de café da cozinha para as salas de estar e jantar, proporcionando entretenimento e sabor; afinal, observar esse processo desperta seus sentidos: você pode apreciar um delicioso aroma enquanto vê arte e ciência em ação. Isso torna ainda mais emocionante a degustação da sagrada xícara de café.

O resultado é uma bebida de aroma intenso e limpa, sem resíduos. Dependendo do café utilizado, sua doçura é marcante e sua acidez é baixa. A desvantagem desse método está na fragilidade e complexidade de montagem da peça. Mesmo assim, é certamente um café único, e seu preparo encanta a todos…

COMO FAZER:

Primeiramente, encha o balão inferior com água até um pouco acima da metade.

Encaixe o balão superior, adicione o pó de café e tampe.

Coloque a lamparina debaixo do primeiro globo e observe o globo superior formar a bebida.

Antes que a água termine de ferver, misture a bebida para que fique homogênea.

Tire o fogo do globo; você verá o café descendo e deixando a borra para trás.

Sirva segurando pela base do equipamento.

O que você achou de todos esses métodos? São realmente bem diferentes dos que já havíamos conhecido, não é? Obrigada por ter acompanhado conosco essa série sobre métodos de preparo, esperamos que tenha sido enriquecedora. Agora você já pode inovar na hora de tomar seu cafezinho diário: basta comprar um café especial à sua escolha e se divertir!

O que você achou desse post?
  • Ótimo (1)
  • Útil (0)
  • Poderia ter mais informações (1)

Você também pode gostar desses posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *