Descubra os benefícios do café e como ele atua no organismo

Café e Saúde

Sendo a segunda bebida mais consumida no mundo (perdendo somente para a água) e o produto mais consumido pelo brasileiro, surpreendentemente acima do arroz e do feijão, o café tem grande importância em aspectos econômicos e culturais.

Mas, embora muitas pessoas ainda não saibam, o café também oferece inúmeros benefícios à saúde. A cafeína é apenas uma das centenas de substâncias presentes no grão, que possui uma grande variedade de macro e micronutrientes que contribuem na sua dieta e bem-estar.

De acordo com uma matéria da BBC, consumir diariamente uma quantidade moderada da bebida (de três a quatro xícaras) pode beneficiar consideravelmente o consumidor. Um bom exemplo disso é a constatação de que o risco de se contrair doenças cardíacas ou sofrer um derrame são, respectivamente, 19% e 30% menores em consumidores regulares de café em relação aos que não consomem a bebida.

Mas esse é só um exemplo! Se você precisa de mais razões para continuar tomando diariamente seu adorado cafezinho, confira abaixo outros benefícios para sua saúde:

Expectativa de vida

Segundo uma pesquisa do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, o consumo moderado da nossa bebida favorita pode aumentar a expectativa de vida em 10% para homens e 13% para mulheres. De acordo com a pesquisadora Adriana Farah, isso ocorre pois o café é a maior fonte de antioxidantes presente em uma dieta cotidiana.

Analisando dados de um estudo da New England Medicine Journal, esse percentual fica mais claro: os consumidores da bebida apresentaram menor mortalidade por causas cardíacas, doenças respiratórias, acidente vascular cerebral, causas externas, diabetes e doenças infecciosas.

Problemas Cardíacos

A relação entre café e coração sempre gerou certa discrepância de dados, mas Elizabeth Mostofsky, da Escola de Saúde Pública de Harvard (EUA), resolveu conduzir uma revisão de resultados: foram avaliados mais de 140 mil indivíduos e, entre estes, 6.522 sofrem de insuficiência cardíaca – quando o coração não consegue bombear sangue o suficiente para o corpo.

De acordo com a pesquisadora, quatro doses de café por dia diminuíram em até 11% o risco de ter esse problema. Os compostos bioativos, em especial os antioxidantes, são os prováveis responsáveis, afastando também os riscos da diabete tipo 2.

Doenças Neurodegenerativas

O consumo de café se mostra eficaz para evitar doenças como Alzheimer e Parkinson, e a cafeína é a grande responsável por isso.

No caso do Alzheimer, doença neurodegenerativa que resulta numa diminuição progressiva das capacidades cognitivas por aumento dos níveis cerebrais da proteína β-amilóide, uma substância ainda desconhecida no café aumenta os níveis de um fator sanguíneo chamado GCSF, que atrasa o progresso da doença. Além disso, a cafeína é a provável substância responsável pela redução de produção da proteína responsável pela doença.

Falando sobre o Parkinson, doença causada pela degeneração severa dos neurônios dopaminérgicos da substância nigra do cérebro, gerando a incapacidade do controle voluntário dos movimentos, seria de se supor que a cafeína, conhecida por “acelerar”, pioraria os tremores característicos, certo? Errado! Na dose adequada, a cafeína parece contribuir para o funcionamento da dopamina – e é a falta desse neurotransmissor que abre as portas para o Parkinson.

Um estudo realizado com 61 pacientes pelo Instituto de Pesquisa da Universidade McGill, do Canadá, forneceu a alguns doses diárias de cafeína, tendo resultados comuns aos tratamentos com remédios utilizados na fase inicial da doença. Além de tudo, o risco de desenvolver o Mal de Parkinson é cinco vezes menor aos consumidores de café do que os não consumidores.

Prevenção do câncer

Se tomado na medida certa, o café pode ser uma ótima opção para combater e prevenir doenças, como diminuir o risco de câncer. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o café se mostra eficaz na prevenção, pois, é rico em antioxidantes e minerais que evitam a degradação e alteração das células que podem resultar em um câncer.

Apenas três xícaras de café, por dia, é o suficiente para prevenir a risco de câncer, e aliada a uma alimentação rica e saudável, pode ser uma forma muito melhor de evitar a mutação das células. Lembrando que é uma ação que não impede, mas que pode aumentar as defesas do corpo.

Assim, o café contribui para a prevenção de vários tipos de câncer, como o câncer de mama, pele, próstata e cólon. Acontecendo da seguinte forma: enquanto o nosso corpo trabalha, ele produz radicais livres que podem atacar as células boas que provocam o câncer, como uma dose ideal de café, há a estimulação de enzimas que destroem estes radicais.

Depressão

Pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e da Universidade de Coimbra, em Portugal, como outros países (Alemanha e Estados Unidos) no 9º Congresso Mundial de Neurociência da Organização Internacional de Pesquisa do Cérebro (Ibro) apontam como a cafeína pode trazer como ânimo e para a memória.

Os estudos se pautaram na observação de camundongos e como eles reagem com situações de estresse e, logo apresentaram sintomas de depressão. Apenas um deles recebia doses de café, o qual percebeu-se que, o camundongo que ganhou as doses de café ficava menos impactados pelos efeitos da depressão.

São necessários apenas de duas a três xícaras de um espresso para interferir no humor de forma positiva, agindo nos hormônios associados ao bem estar e na boa disposição. Ah, e não podemos esquecer que, além de tudo, o café está intimamente ligado a hábitos sociais de convívio que, por si só, aumentam o bem estar pessoal.

Emagrecimento

Combinado com uma prática regular de exercícios, o café pode ajudar a emagrecer e, ainda, no rendimento das atividades físicas. A pesquisadora Luciane Arias Saldanha utilizou, em sua tese de doutorado da Faculdade de Saúde Pública (USP), de alguns grupos de ratos os quais, alguns foram aplicados a exercícios e cafeína e os outros não. Os que mais apresentaram variação de aumento de lipólise, fazendo com que a massa corporal diminui em comparação a massa inicial, foi o grupo que praticou exercícios e ingeriu cafeína.

Isso conclui que os efeitos da cafeína estimulam o emagrecimento, que, quando consumida antes dos exercícios físicos, proporciona mais energia e resistência, fazendo com que se torne até mais prazeroso a prática e melhorando, assim, o rendimento no treino. O café, que é a principal fonte de cafeína que também é rico em minerais, pode além de tudo isso, ser uma delícia e graças a ele, o corpo fica com as gorduras do tecido adiposo disponíveis para serem queimadas com exercício físico aliado a uma alimentação saudável.

Diabetes

De acordo com o relatório do Instituto Suíço de Informação Científica sobre o Café, tomar de duas a quatro xícaras de café diminui o risco de desenvolver a diabetes do tipo 2. Quanto maior a quantidade ingerida, menor é a porcentagem, lembrando sempre que nada em excesso faz bem.

Outra pesquisa, feita pelo “American Journal of Clinical Nutrition”, indicou que as pessoas que bebem café têm 23% de chances de não desenvolver diabetes. Vários médicos indicam a ingestão da bebida diariamente, não só para a prevenção da diabetes mas como para outros benefícios, como os que estamos citando neste post.

Além dos vários minerais, vitaminas e antioxidantes, o café acelera os metabolismos do corpo, assim as reações químicas acontecem mais rápido e isso pode reduzir a glicemia – que é a concentração de glicose em nosso sangue.

Faz bem ao fígado

A café para o fígado age como um anti fibrosante, protegendo contra a cirrose e o câncer. Inclusive, a função do fígado se mantém preservada, pois reduz o processo de fibrogênese hepática — que é uma reparação tecidual exagerada com fibras de colágeno. As xícaras de café diárias também funcionando como uma forma de escudo para possíveis enfermidades no fígado.

Segundo a Universidade de Southampton, é comprovado que quem toma mais xícaras de café durante o dia, corre menos risco de adquirir cirrose, reduzindo em até 22%. Sendo que, quanto mais xícaras são ingeridas, menor é o risco de não desenvolver a doença, com quatro copos resultam em até 65% menor a chance.

Conclusão

O Café Especial é ainda mais benéfico à saúde! Apresentando uma torra mais clara e grãos melhor processados e sem defeitos, o café especial conserva mais os nutrientes. E, para que isso tudo fique ainda melhor, temos a opção do bulletproof coffee, que é composto por cafés especiais com óleos saudáveis. Imagine um café com mais pontos positivos para a saúde? Ah, isso muito bom!

Com todos esses fatores, não precisamos ter mais dúvida de que o café é uma fonte de energia, vitaminas, antioxidante e minerais. Além de aumentar a disposição, ser saboroso e saudável. Ah, não se esqueça que nada em excesso faz bem, então, beba na quantidade certa!

O que você achou desse post?
  • Ótimo (5)
  • Útil (1)
  • Poderia ter mais informações (1)

Você também pode gostar desses posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *