Métodos de Preparo: Cafés Coados

Cafés Coados

Você já sabe que existem muitas maneiras diferentes de se preparar um bom café. Mas será que conhece a história de cada uma delas? Passando por métodos e equipamentos que foram uma verdadeira inovação tecnológica, o Blog u.Coffee oferece a todos uma série de posts sobre métodos de preparo, contando suas histórias e ensinando a melhor forma de utilizá-los. O primeiro post é sobre:

CAFÉS COADOS

Talvez o mais clássico método de preparo, o café coado é feito em grande parte das casas brasileiras. Seja pela praticidade ou pela tradição, essa forma de preparar nossa bebida favorita parece ser a favorita entre os amantes de café. Mas a verdade é que até mesmo o ato de coar o café pode ser feito de maneiras muito diferentes.

Para o post de hoje, mostraremos a vocês alguns dos métodos de preparo que fazem uso de coador!

FILTRO TRADICIONAL

O filtro tradicional passou por algumas mudanças antes de chegar àquilo que conhecemos. Esse processo começou por volta de 1780, na França, e se popularizou na Inglaterra alguns anos mais tarde.

No início, os cafés eram coados em coadores de algodão ou linho; devido a utilização contínua e lavagem precária somadas à má qualidade do trançado da malha do filtro, os cafés passados tinham seu sabor comprometido por resíduos de pó e pelo gosto de ranço.

No ano de 1908, a dona de casa alemã Mellita Bentz revolucionou esse modo de preparo: irritada com a má qualidade da bebida, ela passou a experimentar outras formas de prepará-la. Usando um bule de latão furado no fundo com um prego e um mata borrão como filtro no fundo, a senhora inventou o primeiro filtro descartável de papel da história.

Simples, bom e eficiente, o café coado é o preferido entre apreciadores de café especial. Seja com coadores de pano ou de papel (que têm seus prós e contras), você pode garantir uma ótima experiência de degustação dos seus cafés favoritos. Aprenda a melhor forma passar o café com um coador tradicional.

COMO FAZER:

Primeiramente, molhe o filtro de papel com água quente e descarte essa água. Isto proporcionará ao seu café o sabor mais puro possível.

Em seguida, meça a quantidade do seu café. Para preparar, use café moído para cone de papel. Ele tem uma moagem relativamente fina. Meça 10 gramas de café (aproximadamente 2 colheres de sobremesa) para 100ml de água.

Coloque água quente (um ponto antes de ferver) até a metade do filtro de papel para saturar o pó de café. Aguarde por 30 segundos e deixe o café apurar. Isto permite que o café seja hidratado uniformemente e comece a desenvolver sabor e aroma.

Em seguida, adicione vagarosamente o restante da água em círculos pequenos e uniformes para cobrir todo o pó de café.

Dicas preciosas:

– Prefira o filtro descartável de papel ao tradicional coador de pano. Por mais que o de pano dê um toque rústico e saudosista ao preparo, é impossível sua completa higienização. Ademais, o filtro de papel permite que os óleos naturais do grão de café passem para a bebida, o que traz mais riqueza de sabores à ela.

– Fique ligado no tempo: Um café filtrado leva em média 3 minutos para fazer uma xícara.

– Os cafés com torra média são ideais para preparar dessa forma!

HARIO V60

café especial na v60De origem japonesa e fruto de mais de 30 anos de pesquisas, o Hario V60 está presente na casa de muitos amantes do café. Com jeito de coador tradicional, o segredo da peça de design elaborado, fácil manuseio e limpeza simples está na estrutura interna: ela possui ranhuras em espiral seguindo a angulação do vértice de 60 graus – que dá origem a seu nome! Essas espirais permitem, ainda, que o ar escape com mais facilidade.

O formato cônico permite que a água fique mais tempo em contato com o pó de café, e o coador possui uma abertura grande em sua base. Isso permite que a velocidade seja controlada e, assim, o café absorve a água durante o tempo necessário. O resultado disso é uma bebida limpa e saborosa.

A abertura possibilita escolher a intensidade da bebida: combinando moagem média e fluxo constante de água, temos um corpo leve; para uma bebida de corpo médio, deve-se utilizar moagem fina e fluxo constante de água, e; com moagem fina e fluxo lento, se garante um corpo intenso.

Em 2005, a empresa Hario lançou a mesma peça de quatro formas diferentes: primeiro em cerâmica, depois em vidro, em seguida em plástico e, finalmente, em metal. Segundo o site Specialty Coffee, o material influencia no resultado final da bebida; O V60 de porcelana, por exemplo, consegue manter a temperatura da água que coa o café por mais tempo, permitindo que o corpo e a doçura ganhem mais destaque no paladar.

COMO FAZER:

O modo de preparo no V60 é bem próximo ao coador tradicional. Molhe rapidamente o filtro de papel com água quente e descarte essa água.

Coloque água quente (um ponto antes de ferver) até a metade do filtro de papel para saturar o pó de café. Aguarde por 30 segundos e deixe o café apurar. Isto permite que o café seja hidratado uniformemente e comece a desenvolver sabor e aroma.

Em seguida, adicione vagarosamente o restante da água em círculos pequenos e uniformes para cobrir todo o pó de café.

CHEMEX:

Um dos 100 produtos com melhor design de acordo com o Instituto de Tecnologia de Illinois, a Chemex faz o café   Chemexcoado de uma forma diferente. Foi inventada em 1941 pelo químico alemão Peter Schlumbohm, cujo objetivo era produzir o café perfeito e sem nenhum traço de amargor.

Trata-se de um recipiente de vidro em que o filtro fica apoiado diretamente. Além do vidro, a Chemex possui um apoio de madeira, preso através de um cordão de couro. Segundo especialistas, o café preparado com esse equipamento fica mais leve e livre de resíduo, mas indicamos uma moagem grossa para esse método.

O filtro grosso de papel é dobrado em forma de cone e encaixado na garrafa com formato de ampulheta; Em seguida, é aberto, formando uma parede tripla em um dos lados. Esse método realiza a filtragem com extração fracionada, utilizando apenas partes selecionadas do pó de café.

COMO FAZER:

Primeiramente, coloque o filtro Chemex no “coador”, deixando a dobra de uma camada no lado oposto do bico da “jarra”.

Lave o filtro com água para pré-aquecer o Chemex e se livrar de qualquer sabor de papel do filtro.

Adicione 42 g ou cerca de 6 colheres de sopa de pó de café de moagem grossa.

Despeje água até que todo o café fique molhado. Mexa com um pauzinho ou uma colher para certificar-se não existem aglomerados secos.

Adicione mais água, despejando-a sobre as manchas escuras e evite as claras.

Por fim, despeje o restante da água e aguarde até terminar de coar.

CLEVER:

CleverO Clever Coffee Dripper pode até parecer com o tradicional Melitta, mas seu material é diferente: pode ser de plástico ou cerâmica. O diferencial desse porta filtros é o princípio da imersão total para extração de café. Isso significa que o café fica imerso por dois minutos ou mais, ao invés de descer sem maiores obstáculos pelo filtro.

O que acontece é que, depois de despejar a água na cafeteira, um sistema de controle de fluxo libera o café assim que o porta filtro é colocado na xícara. Foi isso que tornou único o produto lançado há cerca de uma década, em Taiwan. Feito de silicone, o tampão veda completamente a saída de líquidos enquanto está fechado, permitindo assim que a infusão ocorra conforme a vontade do barista.

Certamente não é a toa que esse porta-filtro leva a palavra “Inteligente” no nome!

COMO FAZER:

Primeiramente, aqueça a água até quase ferver.

Dobre as bordas e encaixe o filtro no gotejador.

Escalde o filtro e libere a água do gotejador antes do preparo.

Adicione o café moído e, em seguida, a água, e comece a contar o tempo.

Coloque no meio e em espiral para fora.

Em um minuto e meio, abra e mexa a superfície.

Deixe até o tempo de três minutos e meio.

Por fim, posicione o suporte num recipiente ou xícara. A válvula se abrirá automaticamente, e a bebida vai descer.

Viu como até a forma mais conhecida de fazer café pode apresentar vários métodos distintos? Não deixe de conferir, na semana que vem, os cafés que podem ser feitos por infusão!

O que você achou desse post?
  • Ótimo (1)
  • Útil (0)
  • Poderia ter mais informações (1)

Você também pode gostar desses posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *