Café liofilizado: o instantâneo que preserva as qualidades do grão

Café liofilizado

A rotina é corrida, mas você não abre mão de um café de qualidade superior?

Então, precisa conhecer o café liofilizado, uma categoria especial no universo dos cafés solúveis!

O produto de preparo instantâneo tem como principal diferencial a capacidade de preservar as características naturais dos grãos como nenhum outro solúvel do mercado. No processo de fabricação desse tipo de café, aroma, sabor e outros compostos do grão permanecem ativos e entram em cena logo após a diluição em água quente.

Outra característica positiva do café liofilizado é a facilidade de preparo e a possibilidade de o coffee lover dosar a medida de acordo com a preferência pessoal. Assim, você pode preparar uma bebida mais ou menos potente, e tudo isso num piscar de olhos!

Quer saber mais sobre o mais nobre dos cafés solúveis?

Este post conta tudo sobre o estilo de bebida que conquista cada vez mais adeptos em todo o mundo. Vamos nessa!

O que é o café liofilizado

Entre os vários tipos de café solúvel disponíveis no mercado, o liofilizado é o mais nobre deles. Isso se deve a diversos fatores. Entre eles, destacamos:

É fabricado com varietais 100% arábica – afinal, o produtor que visa a o mercado gourmet não quer gastar recursos para fabricar um café de baixa qualidade;

O processo de fabricação demanda equipamentos com alta tecnologia embarcada, realmente sofisticados, o que por si só sugere uma produção complexa e dispendiosa;

A capacidade de preservar aroma, sabor e presença de compostos voláteis dos grãos;

Entre os cafés solúveis do mercado, a complexidade de sabor do café liofilizado é a mais próxima ao do café fresco (moído na hora e extraído na sequência da moagem).

Como surgiu

O café liofilizado surgiu a partir de um salto na fabricação de cafés instantâneos ou solúveis, com o uso de grãos arábica e não robusta na base.

Até meados do século 20, havia apenas dois processos de secagem na fabricação de cafés solúveis disponíveis no mercado: o spray dried e o aglomerado.

No primeiro, o extrato de café (resultado da extração dos compostos em água) é trabalhado em altas temperaturas e pressão. Neste preparo, a secagem é feita por pulverização sob vácuo e muitos compostos voláteis do café evaporam, o que prejudica a qualidade de sabor do produto instantâneo.

No segundo, o café moído é aglomerado em vapor, ganhando uma granulometria padrão, de dimensão e espessura que facilita a dissolução em água quente. Ainda assim, parte das características de sabor e aroma são perdidas na secagem, que também é feita por pulverização e sob vácuo.  

Já no freeze dried, utilizado para o café liofilizado, o licor de café (concentrado líquido) é congelado a baixas temperaturas (geralmente – 40 graus). Em sequência, a máquina de liofilização cria um vácuo para reduzir a pressão e uma quantidade controlada de calor é aplicada para que a água sublime. O processo preserva as qualidades sensoriais do varietal, produzindo xícaras de sabor e aroma mais complexos.

A primeira empresa a produzir café liofilizado em grande escala foi a Nescafé, em 1938.

Características

Imagine quadradinhos ou esferas minúsculas de café. A cor é uniforme e o aroma bem presente já mesmo antes de iniciar o preparo. Elegante em relação ao aspecto, o café liofilizado pode ser envasado em porções únicas ou em embalagens maiores, muitas vezes sofisticadas.     

Para o preparo, basta misturar a quantidade de café desejada à água quente. O café liofilizado se dissolve rapidamente; o resultado é uma experiência de xícara instantânea e gourmet, já que o processo de fabricação promove a manutenção dos compostos voláteis dos grãos torrados e moídos.

Se você ainda tem receio do sabor de um café instantâneo, precisa provar o liofilizado. É praticamente certo que irá mudar de opinião!

Como é o processo de fabricação

É impossível fabricar um café liofilizado em casa.

Como destacamos no começo deste post, o processo de fabricação freeze dried é complexo, envolve equipamentos especializados e muita tecnologia.

A fabricação de cafés solúveis envolve passos básicos: seleção de grãos, limpeza, torra e moagem.

Em seguida, o grão moído é hidratado para que os compostos se dissolvam na água. É neste momento que o processo liofilizado começa a se distinguir dos demais: o licor ou concentrado de café é congelado a temperaturas muito baixas, que chegam aos 40 graus negativos!

Também diferentemente do café aglomerado ou spray dried, o concentrado será seco a vácuo e passará direto do estado sólido para o estado gasoso (sublimação).

Complexo, este processo de desidratação garante a preservação de muitos dos compostos do grão. O resultado é a manutenção de algumas das características mais apreciadas em um café recém preparado, como a presença marcante das notas de aroma e sabor do varietal ou blend de origem.    

Não por acaso, o café instantâneo liofilizado é um dos mais consumidos do mundo!   

Vantagens e desvantagens

Já destacamos algumas vantagens do consumo de café liofilizado:

  • Produto de preparo instantâneo;
  • Preservação das características sensoriais na xícara que se aproxima do café fresco;
  • Uso de grãos ou de blends 100% arábica;
  • Possibilidade de porcionar a quantidade de acordo com a preferência pessoal do apreciador.

Agora destacamos alguns pontos que podem ser considerados desvantagens:

  • Nenhum preparo instantâneo ou solúvel, nem mesmo o liofilizado, preserva 100% o aroma, sabor e demais notas de um café fresco, recém moído e extraído na hora do consumo;
  • O preço de um café liofilizado é mais alto em comparação a outros tipos de café solúvel e, muitas vezes, até mesmo de um café recém moído de qualidade.

Porém, entre os solúveis, o freeze dried é realmente superior, uma categoria especial de café instantâneo, com grau de complexidade bastante satisfatório.

Como escolher um café liofilizado?

Destacamos neste post que, geralmente, cafés liofilizados são fabricados como grãos ou blends 100% arábica.

Mas é mesmo preciso conferir essa informação na embalagem de um solúvel?

Claro! Sabemos que a principal condição para garantir a qualidade de uma xícara é o uso de cafés produzidos mediante padrões específicos: varietal 100% arábica; terroir da região produtora; seleção de grãos e cuidados com a rastreabilidade da cadeia produtiva, envase, torra e moagem.

Para saber mais sobre o universo dos cafés premium, baixe o guia para iniciantes em cafés especiais da uCoffee! 

Aproveite para usar os conhecimentos na escolha de um café liofilizado, e não deixe de nos contar sua experiência cafeinada na linha de instantâneos!    

Boa xícara e até a próxima!

O que você achou desse post?
  • Ótimo (0)
  • Útil (0)
  • Poderia ter mais informações (0)

Você também pode gostar desses posts:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *